Uma história de depressão

História De DepressãoEra uma vez uma menina de olhos castanhos, nasceu num lindo dia de Agosto.

Os passarinhos cantaram do lado de fora da janela para anunciar a sua chegada.

Dias depois ela adoeceu… Muitos anjos de luz estavam de volta dela.
Ela dizia-lhes que não queria ficar.
“Não estou pronta” “Não quero ficar aqui!”
Foram 3 meses que se seguiram e ela insistia que queria voltar para o lugar de onde tinha vindo. Precisava de mais tempo.
“Eu não estou pronta!! “

Durante todo esse tempo os anjos de luz conversaram com ela serenamente, a abraçaram, lhe enxugaram as lágrimas e a menina acabou por ceder.

Passaram anos em que vivia a infância no meio dos adultos.
Adorava ficar a ouvir as suas conversas…
Queria aprender. Tinhas tantas perguntas!
Tantas perguntas!
Porque vivo com esta família? Porque não tenho outra?
Porque nasci neste lugar?
O que existe lá em cima? Para lá das estrelas, o que existe? Existem pessoas como nós?
Guardava-as todas. Ninguém lhe iria responder…
Sentia-se deslocada. Não pertencia a lado nenhum.
Tornou-se numa menina mulher e vieram dores… perdas… muitas perdas… arrancadas a ferros sem piedade.Arrancaram-lhe tudo e ela mais uma vez queria partir. Sentia uma depressão enorme, sentia que não pertencia a este lugar. A estas pessoas… Não queria esta dor!!

Um dia a menina mulher decidiu deixar tudo… e começou à procura das respostas. Precisava desesperadamente preencher aquele vazio que trazia. Procurou em mestres… terapeutas… livros… palestras… formações… procurou anos… anos a fio. Foi apaziguando aquela dor, mas vieram outras… vais dolorosas ainda. Faltavam tantas respostas!!

Vieram mais perdas e mais mudanças e um profundo cansaço se abateu sobre ela… e ela voltou a pensar em partir. Era deprimente continuar aqui. Muitas vezes pensava:
” Não quero mais ficar aqui! “

Um dia … cansada decidiu mesmo partir… e nesse momento um anjo de luz, uma tia querida já desencarnada lhe apareceu. Ficou ali com um sorriso de paz… Ficou ali … não disse nada.
E a menina mulher fechou os olhos e chorou. Sabia que não podia ir embora. Tinha sido ela quem escolheu aquela caminhada. Era para o bem dela. Por mais dor que lhe estivesse a trazer.

Passaram anos, vários anos de mais mudanças… mas um pouco mais serena, resignada.
Decidiu tentar de novo.
Mudou de emprego, de cidade, de tudo que a identificava com aquele passado de dor e de dúvida.

tratamento depressao - História De Depressão

Mas ela sabia que o mais importante ia com ela… Tinha escondido numa caixinha, num quarto escuro das suas masmorras , mas sabia que estava lá.

Tornou-se terapeuta… Sentiu durante anos que tinha encontrado a sua missão. Sentia-se bem. Sentia-se abençoada por poder ajudar as pessoas a fazerem a sua caminhada de volta à luz.
Estudou muito, sobre as mais variadas áreas. Queria estar à altura da confiança que as pessoas depositavam nela.
Afinal as pessoas entregavam-lhe o seus corações partidos, as suas almas dilaceradas para que ela os ajudasse a concertar. Quanta responsabilidade!
Estaria à altura?!

Hoje a menina mulher vive o seu dia à dia já sem grandes sonhos.
Se calhar não tinha nenhuma missão… Se calhar todas aquelas perguntas nunca teriam resposta. Se calhar é só isto :,(
Mas tudo continua lá, naquela caixinha escondida na escuridão das masmorras do seu coração.
Tudo continuará sempre lá à espera que a luz transmute tudo em energia de amor.

Consulte também: Tratamento para a depressão